Erros comuns na venda de imóveis

Erro 1: Estou apenas a começar a vender o meu imóvel

 

Muitos proprietários mergulham na aventura de vender um imóvel sem saber exatamente o que esperar. Há muitas perguntas para esclarecer antecipadamente, por exemplo:

  • Qual é o melhor momento para vender?
  • Quanto tempo demora a venda?
  • Como faço para substituir o meu empréstimo imobiliário?
  • Quando devo comprar uma nova propriedade?
  • Preciso de um empréstimo?
  • Como organizo a transferência da propriedade em termos temporais e económicos?
  • Como alcanço o melhor preço de venda?
  • O que é que os compradores vão perguntar?
  • Que armadilhas legais se escondem?

 

Erro 2: Eu sei o valor da minha propriedade!

 

Todo o proprietário sabe quanto pagou pela sua propriedade e o que já investiu em dinheiro. Não é raro que essa seja a base para as suas próprias expectativas de preço: "Quero receber o que paguei". Mas esse conceito de preço muitas vezes não tem nada a ver com o preço viável. O preço real pode estar acima ou abaixo.

O preço de venda é determinado apenas pela oferta e pela procura no momento do processo de venda. Prever o preço alcançável não é tão fácil. Isso requer uma grande experiência e um grande conhecimento sobre os fatores que influenciam o valor de uma propriedade. Quanto à avaliação de imóveis recorra-se, portanto, à velha sabedoria: em caso de dúvida, pergunte a alguém que saiba.

 

Erro 3: Eu não preciso de uma imobiliária para vender o meu imóvel!

 

De facto, muitas pessoas venderam as suas propriedades sem recorrer a uma agência imobiliária. Mas a questão chave não deve ser se consegue vender uma propriedade sozinho, mas como vendê-la ao melhor preço sem investir muito tempo, esforço e dinheiro.

A experiência mostra que um profissional dedicado pode ser de grande ajuda e vale o dinheiro. Faz uma avaliação profissional, cria uma exposição significativa, anuncia a propriedade, organiza as visitas ao imóvel, é facilmente acessível por telefone, faz as negociações de venda, prepara o contrato de compra, ajuda nos problemas, assegura os custos de marketing e só recebe honorários se for bem sucedido.

 

Erro 4: Eu posso fazer um anúncio sozinho.

 

Muitos vendedores particulares apenas colocam a propriedade no jornal ou na Internet e veem o que acontece. No entanto, quem define um preço muito alto apenas gera uma procura baixa. Por outro lado, se definir um preço muito baixo, estará a abdicar de dinheiro desnecessariamente.

Outro problema: os vendedores particulares geralmente querem economizar dinheiro em marketing e apenas escolhem um canal ou uma plataforma de marketing. Se um potencial comprador não vir a oferta, o proprietário poderá perder dinheiro.

 

Erro 5: Mostrar a propriedade não pode ser assim tão difícil.

 

E quem não poderia fazer isso melhor do que o próprio dono? No entanto, os possíveis compradores geralmente têm uma perspectiva muito diferente sobre a propriedade. Os interessados perguntam, por exemplo a que custo seria possível alterar a planta, quanto custaria o isolamento térmico, etc.

Não raramente, chegam compradores em potencial com longos questionários. Os proprietários nem sempre estão preparados para isso e, acima de tudo, relatam pontos que consideram fortes. E às vezes ficam calados sobre coisas que deveriam mencionar (como defeitos ocultos que podem levar a danos). A nossa lista de verificação contém as perguntas mais comuns que terá de enfrentar.

 

Erro 6: Porquê negociar? Eu digo o que quero!

 

Nem todos os proprietários são claros e os compradores em potencial querem ter sucesso na negociação. Um proprietário deve pensar cuidadosamente sobre o preço que quer, quanto pode negociar e quanto pode ceder (por exemplo, "Eu deixarei a cozinha equipada se formos ao cartório na próxima semana.").

Negociações bem sucedidas têm algo a ver com a experiência. Os consultores comerciais podem ser muito úteis em negociações de vendas. Eles podem encontrar um equilíbrio entre os interesses do vendedor e do comprador e assumir um papel mediador que o próprio proprietário não pode exercer.